Informação!

Observe ao lado direito, abaixo da área do membro, as categorias em que os textos estão organizados.

A Área do Membro pode ser observada ao lado direito, abaixo da caixa de pesquisa. Utilize livremente.

Abaixo dessa mensagem de informação, poderá ler os textos.

Torne-se um colaborador/ colunista fixo do IDCMEE! Saiba mais clicando aqui!

Não esqueça de visitar a Comunidade Consciência Astral/ IDCMEE/ TE, um espaço de convívio espiritual interativo.

Registre-se na nossa comunidade! Faça parte do Templo dos Espíritos!

Saiba mais sobre ser um membro registrado.

Obrigado pela sua atenção.

IDCMEE.

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Os Seres e as suas Dimensões

As Dimensões - Seus Habitantes e Características

Namastê!

O IDCMEE traz mais um texto sobre dimensões. Partilhe seus conhecimentos sobre esse assunto conosco nos enviando um email!

Aviso que o texto de hoje é muito extenso! Mas maravilhoso!

Após a leitura do comentário da nossa amiga Patrícia sobre o texto "Estrutura do Astral", achei muito interessante o pedido de informações mais específicas sobre os seres de cada dimensão feito pela Patrícia. Então decidi pesquisar e aprender mais sobre o assunto, pois não sei tanto sobre cada ser que habita as diversas dimensões. Achei um texto rico em informações e vou resumi-lo e juntá-lo com os meus conhecimentos. Com este texto todos podem conhecer melhor cada dimensão e os seus habitantes. Antes de qualquer coisa, temos que nos lembrar que as dimensões pertencem a Natureza e apesar de uma dimensão penetrar na outra elas não se misturam. É como sinais de satélite: eles se cruzam, mas não se misturam. Bem, eu resumi o texto da fonte e vou escrevê-lo diante aquilo que eu também sei. Fiquem com a informação abaixo (originada da união dos meus conhecimentos e da fonte):

  • 1ª Dimensão - Primeira Dimensão
Na primeira dimensão encontramos seres unidimensionais que se comunicam através de sensações como o frio, o calor, os desgostos, as vontades, entre outros. Estes seres não tem consciência das outras dimensões e por isso não as percebem conscientemente. Não têm capacidades suficientes para formularem conceitos, nem lidarem com tais. Apesar de estarem na primeira dimensão, os seres unidimensionais possuem corpos perceptíveis na terceira dimensão que deixam um rasto conforme se movem. Atenção que este rasto pode ser tanto imaginário, como não imaginário (ainda pode ser os dois tipos de rastros ao mesmo tempo). Esta dimensão é relativa ao comprimento.

Exemplos de seres da 1ª Dimensão: lesmas, minhocas e outros seres rastejantes.

  • 2ª Dimensão - Segunda Dimensão
Já na segunda dimensão, os seres que a habitam são bidimensionais. Não se comunicam só pelas sensações, mas também pelos sentidos (os 5 sentidos). tal como os seres unidimensionais da primeira dimensão, os seres bidimensionais também não percebem as outras dimensões conscientemente. Mas espera aí! Você tem um gato em casa? Se você tem, fique sabendo que os gatos são os únicos seres bidimensionais que podem "perceber" as dimensões superiores. Continuam sem conseguir formular conceitos, mas tome em atenção que os seres desta dimensão possuem graus evolutivos muito diferentes. Tem os seres mais evoluídos que já entendem pequenos comandos sem haver uma conceituação sobre eles e seres que ainda são pouco evoluídos. tal como os seres unidimensionais, os seres desta dimensão também possuem corpos perceptíveis à terceira dimensão (3ª dimensão). A segunda dimensão é relativa à largura.

Exemplos de seres da 2ª dimensão: gato, cão, girafa, leão, entre outros (com a excessão do ser humano).

  • 3ª Dimensão - Terceira Dimensão
Esta dimensão é o nosso conhecido mundo tridimensional ou mundo físico. Nesta dimensão são as leis físicas da 3ª dimensão que regem todas as manifestações e relações dos seres com os pontos tridimensionais. Os seres que habitam a terceira dimensão são tridimensionais. Os seres tridimencionais não se comunicam só através dos 5 sentidos e das sensações, estes seres se comunicam também através de conceitos. Por exemplo: você está lendo este texto e está se comunicando comigo através de conceitos. Para estes seres perceberem as outras dimensões conscientemente, eles precisam despertar e dominar as suas consciências. Para despertar e dominar a consciência é preciso um trabalho árduo e perseverante. A terceira dimensão é relativa à altura.

Exemplos de seres da 3ª dimensão: seres humanos (encarnados, ou seja, que possuem corpos físicos).

  • 4ª Dimensão - Quarta Dimensão
Esta dimensão é conhecida pela ciência como a 4ª coordenada ou hiperespaço. É relativa ao tempo. Alguns chamam a quarta dimensão de mundo etérico (éter, o quinto elemento da Natureza - os outros elementos são água, terra, fogo e ar). Há religiões que a reconhecem como "O Paraíso". É habitada por seres quadridimensionais. Contudo, nesta dimensão existe uma diferente relativamente às dimensões anteriormente mencionadas: a quarta dimensão está dividida em duas zonas.



A quarta dimensão se divide em duas zonas ou regiões:

1ª - A região/zona inferior: é uma região habitada por "magos negros", por "zangões" e outros elementos de baixa vibração, ou seja, elementos negativos.

2ª - A região/zona superior: é uma região habitada por elementos inteligentes e bons que não prejudicam ninguém e que cultivam sentimentos nobres. Esta região é habitada por elementais da Natureza. Os elementais da Natureza como já mencionei são os gnomos, fadas, devas, salamandras, duendes, entre outros tantos.

  • 5ª Dimensão - Quinta Dimensão
Bem, a quinta dimensão é relativa à Eternidade. É nesta dimensão onde podemos investigar/descobrir coisas do passado e do futuro usando o nosso corpo astral e o nosso corpo mental. Quando fazemos uma regressão, acabamos por aceder a quinta dimensão, seja através do corpo mental ou astral. Podemos encontrar nesta dimensão os registros akáshicos (akasha) que guarda os débitos e créditos individuais. Através destes registros, nós podemos saber o exato momento da nossa próxima morte física, bem como saber como foi a nossa última morte física. É uma ótima oportunidade de ultrapassarmos traumas e de descobrir erros e acertos. O nosso EGO não ultrapassa essa dimensão. Agora, tome o cuidado de praticar com frequência o desdobramento astral (projeção astral) consciente, pois caso você não pratique, você se torna sensível às armadilhas do EGO, que cria formas belas e perfeitas para continuar manipulando a nossa vontade através dos nossos eu's. Se não tivermos consciência nesta dimensão (nos projetarmos conscientemente) estamos sujeitos aos ataques dos "magos negros" e seus terríveis poderes.

Esta dimensão está além do tempo, é o eterno agora. Por alguns é chamada de mundo molecular.
Mas a quinta dimensão não é só isso, ela está dividida em dois mundos (o astral e o mental) que se subdividem em inferior e superior.

Mundo Astral

1º- Mundo Astral Inferior

Esta região é conhecida por limbo e também por Umbral, pois podemos encontrar nela os encarnados e desencarnados. Quando nos projetamos no astral, costumamos ser levados para esta região do Mundo Astral para ajudar os encarnados e desencarnados que precisam de ajuda. Bem, sobre o Umbral já há um texto que explica mais detalhes. É a conhecida "Região Negra" ou "Região Pesada/Densa".

2º- Mundo Astral Superior

Esta região é leve e muito clara, cheia de luz. Nela podemos encontrar os anjos da morte, encarregados do processo de desligamento. Nesta região também se encontram os tribunais divinos da justiça (encarregados de julgar o Karma e o Dharma).

Mundo Mental

1º- Mundo Mental Inferior

No mundo mental superior existem muitos templos negros onde encontramos os mais terríveis e perigosos "magos negros".

2º- Mundo Mental Superior

No mundo mental superior há muitos templos brancos e iluminados que nos ajudam a ver as coisas de uma forma mais clara e perfeita. Os indostânicos chamavam esta região de "devachan".

  • 6ª Dimensão - Sexta Dimensão
Não sei se já ouviram falar do Sol espiritual, mas é nesta dimensão que se encontram os primeiros mundos eletrónicos (Sol espiritual). A eternidade é pequena dentro da sexta dimensão, o que quer dizer que esta dimensão está além da Eternidade. Aquela Essência que possuímos, que faz parte de nós e que nos forma no mais íntimo, mora na sexta dimensão. Só através da real meditação é que podemos chegar a Essência, pois só assim a libertamos do EGO. É fundamental encontrarmos e explorarmos a nossa Essência. Não deixe o EGO lhe pregar uma armadilha, medite.

A sexta dimensão se divide em dois mundos: o mundo causal e o mundo búdico. No mundo causal e búdico estão as almas dos seres humanos. É uma realidade que a maior parte da humanidade atual "não possui alma, nem espírito". Neste período cósmico e planetário nós temos que "fabricar as nossas almas e espíritos".

1º- Mundo Causal: é conhecido pelas religiões como o "céu". O corpo correspondente à este mundo é o corpo causal (falarei dele no texto sobre os corpos sutis), constituído pela vontade consciente (Homem autêntico). Alma dos seres humanos.

2º- Mundo Búdico: Este mundo corresponde ao corpo búdico e ao contrário do mundo causal, podemos encontrar nele a alma divina, aquela que descobrimos com a nossa Essência do Íntimo.

Depois de trabalhar e conhecer esta dimensão, nós estaremos preparados para passar à 7ª dimensão. Mas para chegar nela é preciso uma longa e dura caminhada (pode ser curta para alguns, depende da perseverança e "garra" do indivíduo).

  • 7ª Dimensão - Sétima Dimensão
Quase todas as dimensões conhecidas já foram mencionadas, incluindo os seres que as habitam. Contudo ainda falta falar da última que a consciência humana conhece até agora, a sétima dimensão. Esta dimensão faz parte dos mundos eletrônicos. Muitos a conhecem como a região/dimensão zero. Este nome talvez esteja relacionada com a realidade desta dimensão ser o fim delas e o começo das mesmas. É nela que mora o Pai (o Absoluto), sem forma, indescritível. O Absoluto é o mesmo, mas cada um o verá de uma forma. O nosso Íntimo que mencionei acima também se encontra nesta dimensão. É o último estágio. Nesta dimensão nós nos preparamos para a renovação espiritual. Chegamos na sétima dimensão através da total eliminação do EGO, mas só depois da aquisição da total consciência, da fabricação dos corpos solares, da alma, do espírito e da encarnação do nosso Íntimo. Por isso repito que temos um "longo" e "difícil" caminho e percorrer.

Não achem que estas são as únicas dimensões existentes. Existem muitas dimensões para além desta pois o infinito é eterno e o eterno é infinito. Entretanto, o Homem ainda não tem conhecimento destas outras dimensões. Estude, leia textos sobre o assunto e você verá o quão provável é a existência de infinitas dimensões ao longo da Realidade Cósmica e Planetária Absoluta.

Posteriormente eu postarei um texto falando de cada ser em específico. Por enquanto deixo este "Mar de Informação", pois ele é importante para depois "navegarmos".

Muita LUZ!

Espero que as informações sejam úteis.

Rafael.

Texto escrito com algumas fontes além do conhecimento pessoal:
What's the fourth dimension? By charles H. Hinton - Em inglês.
Entre outras.

_________________________

Instituto de Desenvolvimento Conscienciológico e Manifestação Espiritual Expressiva (IDCMEE)
Templo dos Espíritos (TE) - Consciência Astral.

domingo, 27 de julho de 2008

Reflexão sobre "Os Outros"

Ambientes plasmados...

Boa noite!

O nosso amigo, conhecido por Mineiro, após assistir o filme "Os Outros" fez este interessante comentário que nos faz pensar muito sobre a nossa relação com as dimensões. Ambientes plasmados... exatamente. É um assunto perfeito e fundamental para o estudo de qualquer um. Bem, antes de ler o texto do nosso amigo Mineiro, eu aconselh
o assistirem ao filme "Os Outros" porque o texto que se segue pode estragar este fantástico e maravilhoso filme. O texto a seguir é do nosso amigo Mineiro. Boa leitura e reflexão!



Reflexão sobre "Os Outros"

Refletindo hoje sobre o filme “Os Outros”, protagonizado pela Nicole Kidman e cuja história é de uma família de pessoas desencarnadas que continua habitando uma casa mesmo após o desencarne, me ocorreu que ele acaba por utilizar conceitos de espiritualidade e espiritismo relacionados com o assunto viagem astral. Embora seja um filme de Hollywood, é possível notar que os autores/diretores tiveram o cuidado em pesquisar sobre alguns conceitos espiritualistas.

A família desencarnada, inicialmente formada pela personagem da atriz e de seus dois filhos (um menino e uma menina) após terem falecido de uma forma não convencional em sua residência, plasmam um ambiente dentro da casa no plano espiritual, como se preservasse a aparência anterior da residência quando estavam vivos, ainda que outra família no plano material já estivesse se mudado para lá e até mesmo já houvesse havido uma mudança quanto à disposição de móveis.

Essa possibilidade de ambientes plasmados, dentro de ambientes físicos, constitui outra possibilidade fascinante dentro do assunto sobre projeções astrais. Pensarmos que dentro de nosso próprio quarto, podem haver outros quartos plasmados em outras dimensões. Esperemos que sejam bem habitados! Quem tiver algo a acrescentar sobre esses ambientes plasmados, informações, será bem vindo!

Abraço,
Mineiro


Autor do texto: Mineiro.

Muita Luz!

Obrigado pelo texto amigo Mineiro!

Aguardamos mais agradáveis e interessantes manifestações suas.

_________________________

Instituto de Desenvolvimento Conscienciológico e Manifestação Espiritual Expressiva (IDCMEE)
Templo dos Espíritos (TE) - Consciência Astral.

sexta-feira, 25 de julho de 2008

O Umbral

No Plano Astral...

O Umbral e os Obssessores

Namastê!

O objetivo destes primeiros textos do IDCMEE é fornecer informações úteis aos projetores, para que estes possam sair para o extrafísico sabendo o que irão encontrar e como agir diante daquilo que encontrarem. Sempre haverá algo novo para nos surpreender, pois tudo está constantemente em mudança. Confesso que estou sempre com muita disposição para escrever textos, mas hoje ainda estou com uma maior vontade.

No conteúdo apresentado por todos os textos anteriores, foi mencionado o Umbral. Bem, hoje escreverei sobre o Umbral e sobre os seres umbralinos. O Umbral é um lugar cósmico que existe e se manifesta através das dimensões. Cada lugar cósmico corresponde à um lado do Todo. Ou seja, imagine uma montanha-russa. Dependendo da posição em que você se encontra, você a verá de formas diferentes, mas a montanha-russa continua sendo a mesma. Indo para outro exemplo, um exemplo mais simples, imagine um cubo em que cada face tem uma cor diferente. Se olharmos para uma face, veremos uma cor diferentes. Esse cubo representa metafóricamente o Todo, a Realidade Existencial. O Umbral corresponde à uma das “faces” do “cubo”, o que quer dizer que o Umbral é uma realidade de toda a Existência. No Umbral as energias são densas e os seres/espíritos que habitam este lugar possuem problemas conscienciais. Os obssessores são os seres umbralinos mais mencionados e não é difícil saber a razão disto. Não tema os obssessores, nem os subestime, porque eles são espíritos em evolução como qualquer um de nós. Aliás, todos nós já fomos obssessores e podemos voltar a sê-los. Para lidar com os obssessores é bom entendermos a consciência destes seres umbralinos. Nenhum obssessor é o que é sem fortes antecedentes.

Pois é, um espírito tem que se perder nele próprio para se tornar um obssessor. Imagine uma criança que nasce numa família cheia de problemas como o vício em drogas, o vício em álcool, a violência doméstica, entre outros. Esta criança cresce assistindo o pai chegando bêbado em casa para bater na sua mãe. Dentro de casa a criança com certeza não vai querer ficar. Então, esta criança começará a ficar na rua sempre que possível. Na rua esta criança fará “amigos” que o consolarão. Contudo, vamos supor que estes amigos de rua consumam drogas. Esta criança irá consumir junto com os amigos, não só porque não teve bons exemplos, mas também porque aqueles amigos foram as únicas pessoas que a escutaram, dando a consideração que aquela criança nunca teve. Um dia esta criança crescerá se tornando num adulto que consome álcool e drogas. Uma das regras do Universo diz que semelhante atrai semelhante e é isso que acontecerá. Um obssessor ao ver esta pessoa se drogando, irá gostar de situação e instalará um tentáculo no chakra umeral (chakra que se localiza na nuca). Através daquele tentáculo, o obssessor irá drenar as energias do consumidor de drogas, levando esta pessoa a consumir cada vez mais drogas e até mesmo a cometer outras ações que cultivam ódio, raiva, dor, egoísmo e todos os sentimentos não nobres. Caso esta pessoa morra neste estado espiritual e consciencial, o espírito desta pessoa ficará no Umbral, preso junto com as energias densas e tendo os mesmos vícios que tinha enquanto estava encarnado na Terra. Este espírito poderá então tornar-se num obsssessor. Em alguns casos, uma pessoa pode ser levada ao suicídio por uma obsessão. As pessoas que se suicidam devido a uma obsessão são conduzidas a acreditar que quando morrerem, todos os seus problemas acabarão. Desta forma, ela se suicida mas acaba por descobrir que os problemas continuam a existir depois da morte física.

Os espíritos que se suicidam costumam ser fracos e sensíveis, por isso não aguentam a obsessão. Se querem saber o que o obsessor faz enquanto você se perde em vícios e atos horríveis, saibam que eles ficam felizes e dão boas gargalhadas. O suicídio será o assunto de um dos próximos textos.


Os guias espirituais (mentores) nos ajudam a sair do corpo físico para ajudarmos os espíritos perdidos no Umbral. Nós somos ferramentas de luz que brilham no escuro do Umbral. Logo, quando se encontrar projetado no Umbral, mantenha o Amor, a Paz, a Humildade e a simplicidade. Explore o Umbral e ensine o Amor a todos os espíritos perdidos. Eles irão se achar. Não queira se projetar com objetivos mesquinhos como turismo astral, pois há muitos que sofrem sem Amor.

De uma forma resumida, o Umbral é uma realidade densa que o próprio homem cria com os seus vícios, seu egoísmo, com a sua violência e com a sua arrogância. Ao abrir a página do Jornal acabamos por nos depararmos com homicídios, roubos e suicídios. São essas notícias que justificam a constituição do Umbral. Por isso, olhe a sua volta e faça o possível para que uma Paz Maior se estabeleça.

Deixando de escrever apenas sobre o Umbral, vamos falar um pouco dos seres que habitam o Plano Astral e de como devemos nos comportar diante deles. No Plano Astral podemos encontrar seres encarnados projetados, seres desencarnados, cascões astrais, formas-pensamento conscientes, formas-pensamento inconscientes, extraterrestres, elfos, duendes, mentores, mestres iluminados e outros elementais como as fadas. Começando pelos seres encarnados, todas as noites os seres encarnados, como o ser humano e os animais de estimação, projetam a própria consciência no plano extrafísico. Logo eu, você e os nossos animais de estimação vamos ao astral todas as noites terrestres, mas na maioria das vezes estamos inconscientes. No entanto, para além dos seres encarnados projetados, há os seres desencarnados, que já não possuem um corpo físico. Os espíritos desencarnados estão numa fase de transformação para nascer novamente. Alguns precisam da nossa ajuda, outros ainda nem sabem que morreram fisicamente e ainda existem aqueles que nos ensinam. Quanto aos animais de estimação, não vou explorar muito, mas eles se projetam todas as noites e habitam o plano astral depois da morte física. Os mentores são guias espirituais que nos acompanham quando estamos projetados e quando não estamos projetados (eles nos ensinam muito e nos levam ao Umbral para ampararmos). Em cantos do astral se acumulam energias gastas e fracas que formam uma espécie de casca, uma camada energética, que entra naturalmente em desintegração. Estas cascas energéticas não são dotadas de nenhuma inteligência. Atenção que ao se desintegrarem, os cascões astrais se renovam energeticamente e não desaparecem. As formas-pensamento são consciências programadas por nós próprios. Para nos defendermos de certos ataques energéticos, criamos formas-pensamento, seja conscientes ou inconscientes. Imagine que temos medo do escuro. Tememos o escuro porque ele representa o desconhecido. Temos sempre medo daquilo que desconhecemos ou daquilo que desperta lembranças desagradáveis. Este medo nos fará criar uma forma-pensamento que nos protege do escuro, em outras palavras, criamos um ser ligado a nós que nos satisfaz as necessidades. Estas formas-pensamento podem acabar por ganhar independência e se revoltam com o criador delas. Normalmente isso acontece quando o criador dá excessiva importância a forma-pensamento de modo que esta se aprimore, atingindo assim um grau de consciência próprio (resultante da energia que o criador depositou nela). Os extraterrestres são seres formidáveis que viajem nas dimensões. Estes seres são dotados de um fantástico conhecimento e têm muito para ensinar. Podem identificá-los pelas formas estranhas e exuberantes que possuem. Passando aos elementais, estes seres são calmos e enchem de luz os lugares por onde passam. São exemplos de elementais os duendes, as fadas, os gnomos, os elfos e os goblins. Alguns elementais são brincalhões, outros calmos e outros dão um nó na nossa mente e memória para não nos lembrarmos de onde colocamos alguns objetos. Os elfos gostam de nos servir, cumprindo as nossas vontades, mas quando não conseguem realizar um pedido são auto-destrutíveis. As fadas são calmas e costumam apenas iluminar os lugares por onde passam. Há muito para se explorar e aprender no plano extrafísico. Tenha atenção que cada dimensão é marcada por um grau de consciência. Os bruxos têm bastante contato com elementais e tanto a magia branca (magia da direita), como a magia negra(magia da esquerda) fazem uso das formas-pensamento. Quanto ao assunto “Magia”, serão disponibilizadas informações em “Magia Prática”, um blogue que estamos criando dedicado exclusivamente ao tema “Magia e Ocultismo”. O nosso amigo Lucas estará a frente de tudo, mas eu e outros membros do Grupo consciência Astral também daremos a nossa contribuição.

Estou adorando escrever este texto, mas ele já está extenso. Estes textos introdutórios são fundamentais para realizar, com responsabilidade, boas viagens astrais. Qualquer dúvida, basta ir ao nosso fórum e partilhá-la com todos os membros. Agora que os conteúdos básicos já foram introduzidos, escreveremos no próximo texto sobre os cuidados pré-projetivos, os cuidados pós-projetivos, as técnicas energéticas e as técnicas projetivas. Daremos alguns conselhos também.

Muita LUZ!


Espero que a informação tenha sido útil.

Rafael.

_________________________

Instituto de Desenvolvimento Conscienciológico e Manifestação Espiritual Expressiva (IDCMEE)
Templo dos Espíritos (TE) - Consciência Astral.

quinta-feira, 24 de julho de 2008

O Plano Astral

A Estrutura do Astral

Namastê!

Uma dúvida que costuma aparecer para muitos iniciantes é sobre a estrutura do plano astral. O plano astral é infinito e a sua formação consiste em várias circunferências com um mesmo ponto de centro. É essa uma possível descrição para o astral, mas ele é muito mais complexo em toda a sua simplicidade. Há quem afirme existir 10 dimensões, outros defendem a existência de 11 dimensões, mas esta variação e incerteza quantitativa não são apenas um acaso. Esta variedade de afirmações deve-se ao fato das dimensões serem infinitas. Qualquer um de nós pode representar uma quantidade de dimensões, mas nenhum número pode representar toda a Existência. Enfim, para acabar com todas as dúvidas que ainda persistem em existir, vamos a afirmações simples, pois só com afirmações simples conseguimos explicar a simplicidade universal. O plano astral é um local dimensional que se divide em vários locais astrais. Apesar de afirmarem a existência de 7 subdivisões no Astral, só podemos afirmar que as divisões são várias e que nunca são as mesmas ( nem em quantidade, nem em qualidade). Quando estamos projetados no astral, somos o que realmente somos e não podemos esconder a nossa verdadeira identidade. Nós somos energia e por isso estamos em constante movimento. Em qualquer dimensão, tudo é formado por vibrações de partículas que geram energia cinética. A energia cinética pode passar para qualquer outra forma de manifestação energética. Todos nossos sentidos captam vibrações e com estas vibrações nos guiamos. Uma cadeira, por exemplo, é formada por um conjunto de partículas em constante movimento, ou seja, vibrações energéticas. Podemos encontrar em muitos sites e livros o termo “padrão energético”. O padrão energético é o responsável pela identidade de tudo. Cada elemento cósmico tem o seu padrão energético.

Temos o plano físico onde encontramos o materialismo. É no plano físico que nos encontramos, mas saiba que estamos simultaneamente em milhares de outros planos. Cada objeto, seja físico ou não, é formado por vibrações e o que difere um objeto do outro é o comportamento vibracional (padrão vibratório/energético). Quando realizamos uma viagem astral, a nossa consciência livre viaja pelas várias dimensões. Fora do corpo físico, somos livres podendo amparar quem precisa. No Astral, há um local conhecido por Umbral onde encontramos sofrimento, dor, egoísmo, entre outros sentimentos nada nobres. No Umbral encontraremos espíritos sofrendo e obssessores, mas podemos ajudar irradiando luz, amor e outros sentimentos nobres para espíritos perdidos que sofrem na densidade do Umbral. Os obssessores estão presentes em todos os locais energeticamente pesados, aliás, eles cultivam a escuridão e os sentimentos pobres. Para ampararmos basta pensarmos e sentirmos amor, paz, humildade e deixar toda esta luz jorrar pelas mãos em direção a quem precisa. Depois de amparar, o espírito necessitado irá ser levado para centros de recuperação extrafísicos. Muitos perguntam: - Por que só nós podemos amparar? Por que os nossos guias espirituais precisam de nós? É simples. Uma vez tendo a experiência humana, nós temos a densidade necessária para estar e amparar no Umbral. Lembre-se que o Cordão de Prata é o elo entre o corpo físico e o corpo astral. Quando estamos no astral, costumamos ser acompanhados por guias espirituais. No entanto, não os considere como secretários! Este texto já está muito extenso. Lembre que não tem razão para temer espíritos de baixa freqüência, nem obssessores, pois os irmãos devem ser ajudados e em ambos os casos basta libertar paz, luz e amor. Finalizo o texto por aqui lembrando que tudo é vibração (cada palavra, objeto, pensamento, etc.) e que o egoísmo humano bem como outros sentimentos e ações sem nenhuma nobreza ecoam e constituem o Umbral (zona de baixas vibrações). Vamos ao Umbral amparar quem precisa! Vamos, seja Luz!


Se quiser acrescentar mais alguma informação nos envie um email! O IDCMEE é um templo para todos os espíritos e agradecemos colaborações.

Muita LUZ, PAZ e AMOR!

Rafael.

_________________________

Instituto de Desenvolvimento Conscienciológico e Manifestação Espiritual Expressiva (IDCMEE)
Templo dos Espíritos (TE) - Consciência Astral.

Relato Projetivo - Dois Vivos e um Falecido



Tal como havia sido anunciado, publicaremos aqui os relatos projetivos de algumas pessoas que frequentam o nosso fórum e que deram a devida permissão. A seguir está o relato projetivo da nossa amiga Marly Mel. Leiam e aproveitem!


Viagem a três - 2 vivos e um falecido

Fiz uma Projeção interessante, pois foi com dois irmãos meus. Um vivo e outro já falecido.

Meu irmão falecido (mais novo) e outro (mais velho) vivo, porém doente, chegaram até a porta do quarto, eu como já estou acostumada a fazer VA , levantei-me e o mais velho (vivo) ,chegou e me deu um terno abraço. Logo se juntou a outro (morto) e partiram. Fui até a porta para os ver ,não estavam mais . Fui até a cozinha procurá-los tb não estavam. Foi então que me veio uma confusão na cabeça e pensei:_ Será que é mesmo uma VA ,ou é realidade? Fiz o teste dando um pulo e flutuei. Vi que era uma VA ou PA como queira, naquela noite preferi voltar junto a meu corpo na cama e descansar,dormir mesmo!

No outro dia de manhã, disse para minha mãe,que meu irmão mais novo ,o já falecido trouxe o mais velho ,vivo, para se despedir . Uma semana depois, o que estava vivo(que se despediu dando-me um abraço) faleceu.

Creio que ele foi se despedir em VA de todos nós, mas só eu tive a graça de lembrar-me, graças aos estudos VA. Vi o quanto é gratificante ficarmos atentos as projeções. Talvez ele tenha ido despedir-se de toda a família ,mas ninguém se lembrou, porque não pratica. Num ponto fiquei feliz por Deus me conceber de dar-lhe o último abraço.

* Texto/Relato projetivo de Marly Mel.

Muita LUZ!

_________________________

Instituto de Desenvolvimento Conscienciológico e Manifestação Espiritual Expressiva (IDCMEE)
Templo dos Espíritos (TE) - Consciência Astral.

domingo, 20 de julho de 2008

Mitos Projetivos


Namastê!

O IDCMEE publica mais um texto sobre projeção astral. Desta vez, falando sobre os mitos projetivos.


Que histórias aterrorizantes são essas sobre projeção astral?

Antes de qualquer coisa, aviso que apesar deste texto não estar previsto naquilo que foi anunciado no texto anterior, este texto teve a necessidade de ser postado primeiro e contém informações para aqueles que têm medo da projeção astral devido à alguns mitos projetivos.

São muitas as histórias falsas divulgadas sobre projeção astral, mas vamos ser sensatos e desmascarar esses contos surreais que mostram as viagens astrais como sendo muito perigosas. Certas fontes dizem que quando nos projetamos no astral, outros espíritos podem possuir o nosso corpo físico. Esta história não poderia ser mais falsa, porque enquanto estamos projetados, qualquer energia que se aproxime do nosso corpo físico faz com que o cordão de prata nos puxe de volta para o corpo. Logo, se algum espírito (energia) se aproximar do nosso corpo físico, somos imediatamente puxados de volta. A lembrança da experiência obtida fora do corpo poderá não se manifestar ou se manifestar em fragmentos quando regressamos ao nosso corpo físico bruta e repentinamente.


Um outro mito afirma que ao projetarmos a nossa consciência no plano extrafísico, corremos o risco de morrer. Como já disse uma vez, esta história é mais um mito. Quando estamos projetados, viajamos com o nosso corpo astral pelas dimensões e aprendemos, amparamos e ensinamos muito, mas o nosso corpo astral se encontra ligado ao corpo físico pelo Cordão de Prata ao longo de toda a viagem astral. Apenas o rompimento do Cordão de prata leva a morte física. Alguns dizem que espíritos podem cortar o Cordão de Prata com uma tesoura, mas relaxa que isso não acontecerá antes da hora de sua morte. Quando morremos, este cordão é rompido. Aliás, esse rompimento do Cordão de Prata é certamente a forma mais perfeita que a morte poderia ocorrer, pois quando morremos há o rompimento de um cordão, o conhecido Cordão Umbilical. Concluindo, a morte acontece quando o Cordão de Prata é rompido e o nascimento ocorre quando o cordão umbilical rompe.


Pois é, uma das grandes lições é que o Universo é constituído por espelhos e reflexos que se refletem seguindo as leis universais. ainda a respeito do Cordão de prata, há um mito que já mencionei que alerta as pessoas para a possibilidade de outra entidade ou espírito romper o Cordão de Prata aquando da projeção astral. Volto a esta história falsa por esta ser uma dúvida que muitos iniciantes possuem.Como disse anteriormente, este mito é mais uma história de fantasia, pois o Cordão de Prata rompe na hora que temos que morrer e essa hora é programada pelo nosso inconsciente que respeita todo o Universo. Não pensem que o Cordão de Prata só rompe quando estamos fora do corpo físico, pois isso seria um absurdo. O Cordão de Prata pode romper a qualquer momento e não precisamos estar projetados para que isso ocorra. Se houvesse o risco de morrermos com um espírito cortando o nosso Cordão de Prata, sempre que dormíssemos, correríamos o risco de morrer, pois afinal nos projetamos todas as noites mas nem sempre com lucidez (o grau de lucidez varia).

Agora que já desmascaramos falsas histórias de terror sobre projeção astral, cada um está mais preparado para as saídas extracorpóreas. No próximo texto serão dadas informações do que podemos encontrar no astral e ainda falaremos sobre o Umbral e os espíritos de baixa frequência vibratória. O conteúdo deste próximo texto será uma importante base teórica para perder certos medos e conseguir projetar a sua consciência livre no plano extrafísico.


Muita Luz, Paz e Amor!

Rafael.

_________________________

Instituto de Desenvolvimento Conscienciológico e Manifestação Espiritual Expressiva (IDCMEE)
Templo dos Espíritos (TE) - Consciência Astral.


quarta-feira, 9 de julho de 2008

Partilha de Dúvidas IDCMEE/ TE

Alguma Dúvida? Sugestão? Partilhe conosco!

Namastê!

O IDCMEE está disponibilizando sempre textos sobre projeção astral, universos, mundos, dimensões entre outros assuntos a estes relacionados, mas nem sempre os textos esclarecem as dúvidas e nós sabemos disso. Por isso mesmo, se possuir alguma dúvida sobre o assunto Projeção Astral ou outro que esteja relacionado, entre em contato através do email conscienciastral@gmail.com que nós vamos adorar esclarecê-la se pudermos. Não sabemos tudo. Ao contrário, sabemos pouquíssimo mas se pudermos esclarecer a sua dúvida com simplicidade, faremos isso. Caso tenha alguma sugestão/dica para o IDCMEE, envie um email para o contato destinado a dúvidas que ficaremos muito felizes. Este texto é curto, mas pode ser muito útil, pois todos nós temos dúvidas e é muito bom poder compartilhá-las e esclarecê-las.


Muita LUZ, PAZ e AMOR!

Rafael.

_________________________

Instituto de Desenvolvimento Conscienciológico e Manifestação Espiritual Expressiva (IDCMEE)
Templo dos Espíritos (TE) - Consciência Astral.

Introdução às Técnicas Energéticas e Projetivas

Preparação Projetiva


Namastê!

Se eu escrevesse tudo num só texto acabaria por ficar muito extenso no IDCMEE e todos se perderiam. Para além disso, um texto muito extenso cansa. Por isso eu vou primeiro postar esta introdução às técnicas energéticas e projetivas. Neste texto estão presentes informações necessárias para guiar cada um ao longo do aperfeiçoamento na projeção astral e no próprio caminho evolutivo que todos seguimos.


Após a leitura dos textos anteriormente disponibilizados, acho que os interessados podem começar a conhecer o Mundo através dos olhos do próprio espírito, se essa for a vontade apresentada no momento. A teoria é o contrário da prática e uma depende da outra. Depois de dada a teoria básica, a prática passa a ser um importante complemento mas não deve ser forçada. Caso você se interesse peça projeção astral e pela expansão da consciência mas não se sinta preparado (a), não se preocupe e continue lendo sobre o assunto sempre que sentir vontade. Como já foi mencionado em textos passados, todas as noites o corpo astral se desprende do corpo físico. Ao dormirmos o nosso metabolismo desce muito, o que permite o desdobramento. O desdobramento é quando o corpo astral se separa do corpo físico, ou seja, o corpo astral se desprende do corpo físico. A maioria das pessoas têm saídas inconscientes, outras semi-conscientes e a minoria têm saídas conscientes. A capacidade de projetar a consciência para fora do corpo físico é comum a todos seres vivos. A consciência em todo o seu significado é o espírito. O espírito não é apenas aquele conhecido fantasma que vemos em filmes, desenhos e em livros. O espírito é um conjunto de corpos internos e externos. O corpo astral e o corpo físico correspondem apenas a uma parte do espírito.

Regressando ao assunto principal deste texto, muitas pessoas após lerem sobre projeção astral, começam a despertar a vontade de realizar uma viagem astral lúcida. No entanto, o medo e a ansiedade acabam por atrapalhar grande parte destas pessoas. Aliás, desculpem fugir um pouco do assunto principal, mas tenho contato com algumas pessoas que estudam projeção astral e outros assuntos relacionados, e algumas destas pessoas se acham superiores aos outros, incluindo iniciantes, o que revela uma consciência muito perdida por estar cheia de arrogância. Infelizmente, a maioria das pessoas que começam a estudar o assunto tem tendência a se apegar ao poder, um dos desejos materiais do Homem. É muito triste verificar que pessoas que estão tendo a oportunidade de crescer e aprender esqueçam a humildade e a simplicidade que são lições fundamentais servindo de base para todo o aprendizado eterno. Ao contrário do que essas pessoas pensam, não há superioridade e o que muitas dizem ter aprendido, não é nada mais do que conhecimento que já possuíam e apenas descobriram através dos estudos. Os estudos são caminhos de buscas eternas que têm como objetivo estar cada vez mais perto do modelo da Perfeição. Por isso escrevo este recado: ao estudar não se deixe levar pelo poder ou pela vaidade; mantenha sempre a humildade, o amor e a simplicidade, porque assim você estará com a consciência aberta para um maior despertar consciencial. Após este importante e indispensável desvio, voltemos ao assunto principal que guia os iniciantes de projeção astral nesta encarnação. Como havia dito, o medo e a ansiedade costumam se apresentar quando se inicia as tentativas projetivas. Para conseguir se projetar no astral com lucidez, basta ser espírito e estar preparado para expansões consciênciais. Por mais que sejamos consciências livres, é preciso nos desenvolvermos para melhores saídas lúcidas, e para isso se praticam as técnicas energéticas e projetivas. Através destas técnicas, nós não só nos projetamoss lúcidos como também expandimos a nossa consciência. Expandir a nossa consciência é evoluir obtendo uma maior sabedoria. Ao obtermos uma maior expansão consciencial, passamos a ver tudo através de diferentes visões (formas de interpretação). Um caderno, por exemplo, pode ser visto de várias formas. Dependendo da forma como observamos um caderno, podemos ver a estrutura do Universo nele. As técnicas energéticas devem acompanhar as técnicas projetivas, pois é fundamental ter as energias leves, renovadas e boas para se projetar com lucidez.

Ao praticar técnicas energéticas e projetivas, podemos sentir fracos choques eléctricos pelo corpo: esse é o Estado Vibratório (EV). Para além do EV, ainda podemos ouvir sons como passos, nosso nome sendo chamado, entre outros. Na verdade, os choques do EV são fortes mas não ferem (fique tranquilo). É muito bom manter conversas com amparadores e mentores – guias espirituais. Os guias espirituais nos acompanham mesmo quando os ignoramos. Eles estão sempre do nosso lado e nos guiam fora do corpo físico para darmos assistência aos espíritos necessitados (encarnados e desencarnados). Somos como instrumentos de assistência extrafísica enquanto estamos projetados fora do corpo físico. A assistência extrafísica consiste em irradiarmos luz, paz, amor e humildade aos espíritos perturbados e com problemas. Normalmente estes espíritos se encontram no Umbral que é um lugar dimensional de baixas vibrações. Falarei mais sobre o Umbral num próximo texto e aproveitarei para explicar melhor como amparar um espírito quando estamos fora do corpo físico.

Como havia ficado combinado, para o texto não ficar muito extenso o resto do conteúdo será postado nos próximos posts. Os próximos textos serão então:

1º- A Estrutura do Plano Astral/ Guias espirituais e amparar fora do corpo físico;

2º- O Umbral (a estrutura e os seres que o habitam);

3º- Cuidados pré-projetivos e pós-projetivos;

4º- Técnicas energéticas;

5º- Técnicas projetivas.

Estes tópicos ainda fazem parte deste capítulo. O 1º e o 2º pontos estarão relacionados e haverá uma forte e visível ligação entre eles depois que postar os textos.

Espero que as informações tenham sido úteis e se tiverem alguma sugestão para o Diário VA, basta enviar um email para conscienciastral@gmail.com

Muita LUZ, PAZ e AMOR!

Boas projeções!

Rafael.

_________________________

Instituto de Desenvolvimento Conscienciológico e Manifestação Espiritual Expressiva (IDCMEE)
Templo dos Espíritos (TE) - Consciência Astral.

terça-feira, 1 de julho de 2008

Sonho e Projeção Astral

Será Sonho ou Projeção Astral?


Namastê!

Esse texto que postarei no IDCMEE explica o que são os sonhos e projeções astrais, destacando também as diferenças existentes entre estes dois. Espero que a informação esteja completa e seja útil.

Quando falamos de sonhos noturnos, para muitos estamos falando de algo imaginário e sem fundamento. Contudo, os sonhos são portais cheios de “disfarces” que nos conduzem a viagem astral (sair do corpo com lucidez). Conforme praticamos técnicas energéticas e projetivas, verificamos o aumento da atividade onírica. Em cada sonho temos uma experiência extrafísica onde a nossa mente cria imagens (os tais “disfarces”) de acordo com as energias presentes, para as dar uma forma equivalente ao plano físico/materialista. Temos que educar a nossa mente e assim estaremos caminhando para a projeção lúcida da consciência. A mente tem um grande potencial e cada pensamento forma realidades. Essas realidades são palpáveis no físico e no “astral disfarçado”. O primeiro passo é desafiar e dar importância aos sonhos. A energia é um conjunto de partículas que estão em constante movimento. Tudo que vemos e sentimos existe, mas é preciso sabermos identificar o verdadeiro e mais profundo significado daquilo que vemos, sentimos e escutamos.

É normal termos, principalmente depois de ter começado as práticas energéticas e projetivas, alguns sonhos que são designados por Sonhos Lúcidos. Eles são os portais para a projeção. Os “disfarces” vêm de nós e cabe a nós próprios persistirmos para desmontarmos o sonho, obtendo então a projeção astral lúcida. No próximo texto serão mencionadas técnicas e certos cuidados a se ter na realização das viagens astrais. A seguir estão algumas diferenças entre sonho e projeção, que nos permitem distinguir um do outro:

- Na projeção astral estamos normalmente na 1ª pessoa; No sonho normalmente estamos assistindo a tudo como se fosse um filme ou uma peça de Teatro;

- Na projeção astral tudo é muito real, até mais real que no estado de vigília física; No sonho nos encontramos no meio de ambientes e objetos imaginários e surreais que muitas vezes controlamos com a própria vontade;

- Na projeção astral podemos voar e nos mexer da forma como quisermos; no sonho nos vemos mexendo como se estivéssemos nos assistindo na televisão; Ou seja, na projeção há uma maior liberdade e sensação de liberdade principalmente;

São algumas das diferenças entre projeção astral e sonho. Espero que as informações tenham sido úteis.

Ainda para acertar alguns conceitos:

Um sonho lúcido é quando estamos sonhando e temos consciência disso e acabamos por controlar tudo que nele acontece, porque nosso subconsciente é muito poderoso e criativo e está condicionado aos nossos desejos, pensamentos e sentimentos. Podemos dentro de um sonho lúcido despertar numa projeção que não seria o mesmo que uma experiência extracorpórea. Isso devido ao fato de uma experiência extracorpórea ser aquela em que nos vemos sair do corpo físico, assim como vemos ele deitado na cama.

Muita LUZ!

Consciência Astral,

Abraços,

Rafael.

_________________________

Instituto de Desenvolvimento Conscienciológico e Manifestação Espiritual Expressiva (IDCMEE)
Templo dos Espíritos (TE) - Consciência Astral.

Seja um membro registrado do IDCMEE!

Namastê!

Quer participar da Comunidade Consciência Astral/ IDCMEE/ TE em tempo real?

Registre-se na nossa comunidade!

Faça parte do Templo dos Espíritos!

Saiba mais sobre ser um membro registrado.

Novidades no Email!

Namastê caros leitores!

Se estiverem interessados em receber um email avisando sobre as atualizações do IDCMEE (novos textos, mensagens, informações, categorias, etc), por favor envie um email para conscienciastral@gmail.com e passará a receber as novidades diretamente na sua caixa de entrada.

Torne-se um colaborador/ colunista fixo do IDCMEE! Saiba mais clicando aqui!

Obrigado pela sua atenção.

IDCMEE.