Informação!

Observe ao lado direito, abaixo da área do membro, as categorias em que os textos estão organizados.

A Área do Membro pode ser observada ao lado direito, abaixo da caixa de pesquisa. Utilize livremente.

Abaixo dessa mensagem de informação, poderá ler os textos.

Torne-se um colaborador/ colunista fixo do IDCMEE! Saiba mais clicando aqui!

Não esqueça de visitar a Comunidade Consciência Astral/ IDCMEE/ TE, um espaço de convívio espiritual interativo.

Registre-se na nossa comunidade! Faça parte do Templo dos Espíritos!

Saiba mais sobre ser um membro registrado.

Obrigado pela sua atenção.

IDCMEE.

sexta-feira, 25 de julho de 2008

O Umbral

No Plano Astral...

O Umbral e os Obssessores

Namastê!

O objetivo destes primeiros textos do IDCMEE é fornecer informações úteis aos projetores, para que estes possam sair para o extrafísico sabendo o que irão encontrar e como agir diante daquilo que encontrarem. Sempre haverá algo novo para nos surpreender, pois tudo está constantemente em mudança. Confesso que estou sempre com muita disposição para escrever textos, mas hoje ainda estou com uma maior vontade.

No conteúdo apresentado por todos os textos anteriores, foi mencionado o Umbral. Bem, hoje escreverei sobre o Umbral e sobre os seres umbralinos. O Umbral é um lugar cósmico que existe e se manifesta através das dimensões. Cada lugar cósmico corresponde à um lado do Todo. Ou seja, imagine uma montanha-russa. Dependendo da posição em que você se encontra, você a verá de formas diferentes, mas a montanha-russa continua sendo a mesma. Indo para outro exemplo, um exemplo mais simples, imagine um cubo em que cada face tem uma cor diferente. Se olharmos para uma face, veremos uma cor diferentes. Esse cubo representa metafóricamente o Todo, a Realidade Existencial. O Umbral corresponde à uma das “faces” do “cubo”, o que quer dizer que o Umbral é uma realidade de toda a Existência. No Umbral as energias são densas e os seres/espíritos que habitam este lugar possuem problemas conscienciais. Os obssessores são os seres umbralinos mais mencionados e não é difícil saber a razão disto. Não tema os obssessores, nem os subestime, porque eles são espíritos em evolução como qualquer um de nós. Aliás, todos nós já fomos obssessores e podemos voltar a sê-los. Para lidar com os obssessores é bom entendermos a consciência destes seres umbralinos. Nenhum obssessor é o que é sem fortes antecedentes.

Pois é, um espírito tem que se perder nele próprio para se tornar um obssessor. Imagine uma criança que nasce numa família cheia de problemas como o vício em drogas, o vício em álcool, a violência doméstica, entre outros. Esta criança cresce assistindo o pai chegando bêbado em casa para bater na sua mãe. Dentro de casa a criança com certeza não vai querer ficar. Então, esta criança começará a ficar na rua sempre que possível. Na rua esta criança fará “amigos” que o consolarão. Contudo, vamos supor que estes amigos de rua consumam drogas. Esta criança irá consumir junto com os amigos, não só porque não teve bons exemplos, mas também porque aqueles amigos foram as únicas pessoas que a escutaram, dando a consideração que aquela criança nunca teve. Um dia esta criança crescerá se tornando num adulto que consome álcool e drogas. Uma das regras do Universo diz que semelhante atrai semelhante e é isso que acontecerá. Um obssessor ao ver esta pessoa se drogando, irá gostar de situação e instalará um tentáculo no chakra umeral (chakra que se localiza na nuca). Através daquele tentáculo, o obssessor irá drenar as energias do consumidor de drogas, levando esta pessoa a consumir cada vez mais drogas e até mesmo a cometer outras ações que cultivam ódio, raiva, dor, egoísmo e todos os sentimentos não nobres. Caso esta pessoa morra neste estado espiritual e consciencial, o espírito desta pessoa ficará no Umbral, preso junto com as energias densas e tendo os mesmos vícios que tinha enquanto estava encarnado na Terra. Este espírito poderá então tornar-se num obsssessor. Em alguns casos, uma pessoa pode ser levada ao suicídio por uma obsessão. As pessoas que se suicidam devido a uma obsessão são conduzidas a acreditar que quando morrerem, todos os seus problemas acabarão. Desta forma, ela se suicida mas acaba por descobrir que os problemas continuam a existir depois da morte física.

Os espíritos que se suicidam costumam ser fracos e sensíveis, por isso não aguentam a obsessão. Se querem saber o que o obsessor faz enquanto você se perde em vícios e atos horríveis, saibam que eles ficam felizes e dão boas gargalhadas. O suicídio será o assunto de um dos próximos textos.


Os guias espirituais (mentores) nos ajudam a sair do corpo físico para ajudarmos os espíritos perdidos no Umbral. Nós somos ferramentas de luz que brilham no escuro do Umbral. Logo, quando se encontrar projetado no Umbral, mantenha o Amor, a Paz, a Humildade e a simplicidade. Explore o Umbral e ensine o Amor a todos os espíritos perdidos. Eles irão se achar. Não queira se projetar com objetivos mesquinhos como turismo astral, pois há muitos que sofrem sem Amor.

De uma forma resumida, o Umbral é uma realidade densa que o próprio homem cria com os seus vícios, seu egoísmo, com a sua violência e com a sua arrogância. Ao abrir a página do Jornal acabamos por nos depararmos com homicídios, roubos e suicídios. São essas notícias que justificam a constituição do Umbral. Por isso, olhe a sua volta e faça o possível para que uma Paz Maior se estabeleça.

Deixando de escrever apenas sobre o Umbral, vamos falar um pouco dos seres que habitam o Plano Astral e de como devemos nos comportar diante deles. No Plano Astral podemos encontrar seres encarnados projetados, seres desencarnados, cascões astrais, formas-pensamento conscientes, formas-pensamento inconscientes, extraterrestres, elfos, duendes, mentores, mestres iluminados e outros elementais como as fadas. Começando pelos seres encarnados, todas as noites os seres encarnados, como o ser humano e os animais de estimação, projetam a própria consciência no plano extrafísico. Logo eu, você e os nossos animais de estimação vamos ao astral todas as noites terrestres, mas na maioria das vezes estamos inconscientes. No entanto, para além dos seres encarnados projetados, há os seres desencarnados, que já não possuem um corpo físico. Os espíritos desencarnados estão numa fase de transformação para nascer novamente. Alguns precisam da nossa ajuda, outros ainda nem sabem que morreram fisicamente e ainda existem aqueles que nos ensinam. Quanto aos animais de estimação, não vou explorar muito, mas eles se projetam todas as noites e habitam o plano astral depois da morte física. Os mentores são guias espirituais que nos acompanham quando estamos projetados e quando não estamos projetados (eles nos ensinam muito e nos levam ao Umbral para ampararmos). Em cantos do astral se acumulam energias gastas e fracas que formam uma espécie de casca, uma camada energética, que entra naturalmente em desintegração. Estas cascas energéticas não são dotadas de nenhuma inteligência. Atenção que ao se desintegrarem, os cascões astrais se renovam energeticamente e não desaparecem. As formas-pensamento são consciências programadas por nós próprios. Para nos defendermos de certos ataques energéticos, criamos formas-pensamento, seja conscientes ou inconscientes. Imagine que temos medo do escuro. Tememos o escuro porque ele representa o desconhecido. Temos sempre medo daquilo que desconhecemos ou daquilo que desperta lembranças desagradáveis. Este medo nos fará criar uma forma-pensamento que nos protege do escuro, em outras palavras, criamos um ser ligado a nós que nos satisfaz as necessidades. Estas formas-pensamento podem acabar por ganhar independência e se revoltam com o criador delas. Normalmente isso acontece quando o criador dá excessiva importância a forma-pensamento de modo que esta se aprimore, atingindo assim um grau de consciência próprio (resultante da energia que o criador depositou nela). Os extraterrestres são seres formidáveis que viajem nas dimensões. Estes seres são dotados de um fantástico conhecimento e têm muito para ensinar. Podem identificá-los pelas formas estranhas e exuberantes que possuem. Passando aos elementais, estes seres são calmos e enchem de luz os lugares por onde passam. São exemplos de elementais os duendes, as fadas, os gnomos, os elfos e os goblins. Alguns elementais são brincalhões, outros calmos e outros dão um nó na nossa mente e memória para não nos lembrarmos de onde colocamos alguns objetos. Os elfos gostam de nos servir, cumprindo as nossas vontades, mas quando não conseguem realizar um pedido são auto-destrutíveis. As fadas são calmas e costumam apenas iluminar os lugares por onde passam. Há muito para se explorar e aprender no plano extrafísico. Tenha atenção que cada dimensão é marcada por um grau de consciência. Os bruxos têm bastante contato com elementais e tanto a magia branca (magia da direita), como a magia negra(magia da esquerda) fazem uso das formas-pensamento. Quanto ao assunto “Magia”, serão disponibilizadas informações em “Magia Prática”, um blogue que estamos criando dedicado exclusivamente ao tema “Magia e Ocultismo”. O nosso amigo Lucas estará a frente de tudo, mas eu e outros membros do Grupo consciência Astral também daremos a nossa contribuição.

Estou adorando escrever este texto, mas ele já está extenso. Estes textos introdutórios são fundamentais para realizar, com responsabilidade, boas viagens astrais. Qualquer dúvida, basta ir ao nosso fórum e partilhá-la com todos os membros. Agora que os conteúdos básicos já foram introduzidos, escreveremos no próximo texto sobre os cuidados pré-projetivos, os cuidados pós-projetivos, as técnicas energéticas e as técnicas projetivas. Daremos alguns conselhos também.

Muita LUZ!


Espero que a informação tenha sido útil.

Rafael.

_________________________

Instituto de Desenvolvimento Conscienciológico e Manifestação Espiritual Expressiva (IDCMEE)
Templo dos Espíritos (TE) - Consciência Astral.

2 comentários:

  1. adorei o texto ,e por mais extenso que seja eu o lerei atè o fim rsrss,
    amo ler ...muita paz e luz a todos ...bjus de luz !


    ps: grata pelas informações ..namastê
    paz e luz como costumo dizer sempre paz e luz a todas as dimensões...
    shalom!

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante.
    Gosto muito de conhecer a doutrina espirita,mas acredito nao estar preparada para lidar com tudo isso.
    Tenho medo do desconhecido.

    ResponderExcluir

Seja um membro registrado do IDCMEE!

Namastê!

Quer participar da Comunidade Consciência Astral/ IDCMEE/ TE em tempo real?

Registre-se na nossa comunidade!

Faça parte do Templo dos Espíritos!

Saiba mais sobre ser um membro registrado.

Novidades no Email!

Namastê caros leitores!

Se estiverem interessados em receber um email avisando sobre as atualizações do IDCMEE (novos textos, mensagens, informações, categorias, etc), por favor envie um email para conscienciastral@gmail.com e passará a receber as novidades diretamente na sua caixa de entrada.

Torne-se um colaborador/ colunista fixo do IDCMEE! Saiba mais clicando aqui!

Obrigado pela sua atenção.

IDCMEE.