Informação!

Observe ao lado direito, abaixo da área do membro, as categorias em que os textos estão organizados.

A Área do Membro pode ser observada ao lado direito, abaixo da caixa de pesquisa. Utilize livremente.

Abaixo dessa mensagem de informação, poderá ler os textos.

Torne-se um colaborador/ colunista fixo do IDCMEE! Saiba mais clicando aqui!

Não esqueça de visitar a Comunidade Consciência Astral/ IDCMEE/ TE, um espaço de convívio espiritual interativo.

Registre-se na nossa comunidade! Faça parte do Templo dos Espíritos!

Saiba mais sobre ser um membro registrado.

Obrigado pela sua atenção.

IDCMEE.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Nunca é Tarde para Retornar ao Tao...

Ensinamentos Milenares...

Ao longo de todo o nosso caminho, nos perdemos muitas vezes em distrações e desejos resultantes da nossa imperfeição. O caminho se faz a andar e sentimos quando damos um, dois, três ou mais passos errados. É na jornada da vida do lado de cá como do lado de lá que temos sempre uma segurança, um ponto seguro de partida dentro de nós que nos permite recomeçar e reconstruir com os erros, grandes acertos.



O Tao é o caminho absoluto de onde se originou o Yin e Yang. Porém, o Tao não é um caminho espiritual e físico, mas absoluto, que reúne todos caminhos em um único. Um caminho que se faz a andar. Quando ocorre a divisão do tao, obtém-se os opostos Yin e o Yang dos quais foram criadas as "dez mil coisas" existentes no universo. Brevemente, postaremos um texto que explica melhor o Tao acompanhado por um texto de conteúdo profundo e sério escrito por Tao Te Ching 道德經 .

O nosso amigo Luciano do querido espaço de convívio do Grupo Viagem Astral (GVA), permitiu a publicação de um texto que escrevera em 2003, em um contexto diferente, mas que continua tendo muito em comum com a atualidade. A mensagem dele será disponibilizada abaixo no seu formato original, contendo a mesma introdução e a mesma conclusão. Quero trazer a memória dos leitores de que o texto foi publicado inicialmente no fórum do Grupo Viagem Astral (GVA) e agora está aqui no IDCMEE!

Boa leitura!

Retornar ao Tao: "O Caminho, O Absoluto"

Caros amigos do GVA,

Momentaneamente estou bastante ausente deste querido espaço, mas sempre plugado ao que rola de bom aqui no fórum. Gostaria de compartilhar com vocês um texto que escrevi em 2003 e foi publicado originalmente no antigo forum daqui do site.

Espero gostem!

Abração a todos,

Luciano.


Nunca é Tarde para Retornar ao Tao...


Os anos passam, e eu observo num único segundo tudo aquilo que construí e aprendi em outras etapas reencarnatórias. Vejo-me como um velho chinês escrevendo em longos pergaminhos de papiro... Piedosos mestres taoístas me apontaram o real caminho do Tao, mas não obstante isso, esqueci a simplicidade de seus ensinamentos milenares... e deixei-me levar por emoções torpes e levianas ao encontro de dissabores e amarguras pessoais, em atos impensados e precipitados que prejudicaram muitas pessoas... porém sempre ouvia dentro de mim uma silenciosa voz que me dizia que “querido filho,nunca é tarde para se retornar ao Tao...”

Depois vejo-me na Europa, na idade média, como membro da corte, deixando-me conduzir pelos mesmos desejos desenfreados de conquistas e vaidades fúteis... mesmo nesses momentos inconscientes, onde celebrava a luxúria em nome do orgulho do “sangue nobre”... aquela silenciosa voz que vinha dentro de mim, dizia-me....”meu filho, nunca é tarde para se retornar ao Tao...”

Passavam-se os anos, e utilizando vários corpos de diversas raças e etnias diferentes, os antigos ensinamentos iniciáticos da antiga China taoísta ecoavam em meu subconsciente espiritual, onde aquela dócil voz que parecia vir do céu, silenciosamente sussurrava em meu íntimo: “Meu filho, nunca é tarde para se retornar ao Tao...”.


Vejo-me agora como homem de meia idade, como militar ocidental lutando na Coréia no início da década de 50, bem longe de casa... Estava enfrentando os comunistas norte-coreanos... Vi muita destruição, ruínas, cadáveres aos potes, fogo, sofrimento por toda a parte... Enfim testemunhei a morte de muitos colegas de farda naquela ocasião... Mas mesmo nos momentos mais críticos desta minha estada no oriente, onde ironicamente retornei para combater justamente os asiáticos, aquela dócil e ponderada voz que vinha silenciosamente do meu interior, aconselhava-me fraternalmente: “Querido, nunca é tarde para se retornar ao Tao...”.


Hoje, reencarnado no Brasil, e aos 29 anos de “reencardenação”, olho para trás e contemplo todos os lugares, pessoas, culturas, doutrinas, filosofias, continentes, amores, dores, atos brilhantes, atos obscurantistas, enfim minhas experiências passadas no espelho espiritual da minha consciência interior... e mesmo ainda cometendo erros juvenis, sei que também tenho, assim como todos, muitas qualidades, lapidadas com muito esforço durante os séculos... e minha maior felicidade é possuir colegas buscadores de si mesmos, que caminham entre pedras e flores neste conturbado planetinha azul... e que mesmo assim perseveram na pacífica luta interior de alimentar a Luz da União em seus corações espirituais.....

Mas aquela dócil voz persiste em me acompanhar... Seja numa prática energética, numa moderação na internet, numa experiência projetiva, num abraço, numa risada, na brincadeira com os amigos, ou em bobagens que às vezes cometo, Ah... Aquela ponderada e lúcida voz que vem da antiga China, carinhosamente teima em me sussurrar interiormente que em qualquer momento, qualquer experiência ou circunstância, seja em qual dimensão for... ”Nunca será tarde para se retornar ao Tao...”.

Que a Paz do Tao abençoe nossas melhores propostas de equilíbrio interior!


Forte abraço!


Luciano

Ilhéus, 29 de Dezembro de 2003 às 18h12min

(Dedico afetuosamente este pequeno texto aos queridos colegas-irmãos do GVA Saulo Calderon, Sandro Costa, a Clarissa “Bibi”, ao dócil Luiz Massato e a angelical amiga Fernanda, nossa Nandinha, e a querida amparadora Liang-Hi, a dona daquela ponderada voz que não cansa de dizer ao meu coração espiritual que... ”nunca é tarde para se retornar ao Tao...”).


*Enquanto eu digitava estes escritos, rolava no som a música “Pray at Xiang”, inspirada na antiga China, a última do ótimo Cd “Best of Silk Road” do virtuoso tecladista japonês Kitaro, que o Massato me enviou de presente, diretamente lá da “Terra do Sol Nascente”.


Obrigado pela participação Luciano! Sempre quiser participar, participe que adoramos a sua contribuição, o seu maravilhoso texto. Quando percebermos que estamos em um local pesado ou que fizemos uma má decisão, podemos ter a certeza de que "nunca é tarde para retornar ao Tao..."

Observação: Luciano, deixei a dedicação pois senti que ela fazia parte do espírito da época em que esse belíssimo texto nasceu. Se fizer questão que ele seja suprimido, peço que me avise.

Quer publicar um texto adequado no IDCMEE? Então, nos envie um email para conscienciastral@gmail.com e terão uma resposta o mais brevemente possível.

Muita luz, paz e lucidez!

Luciano e Rafael.
____________________________

Instituto de Desenvolvimento Conscienciológico e Manifestação Espiritual Expressiva (IDCMEE)

Templo dos Espíritos (TE) - Consciência Astral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja um membro registrado do IDCMEE!

Namastê!

Quer participar da Comunidade Consciência Astral/ IDCMEE/ TE em tempo real?

Registre-se na nossa comunidade!

Faça parte do Templo dos Espíritos!

Saiba mais sobre ser um membro registrado.

Novidades no Email!

Namastê caros leitores!

Se estiverem interessados em receber um email avisando sobre as atualizações do IDCMEE (novos textos, mensagens, informações, categorias, etc), por favor envie um email para conscienciastral@gmail.com e passará a receber as novidades diretamente na sua caixa de entrada.

Torne-se um colaborador/ colunista fixo do IDCMEE! Saiba mais clicando aqui!

Obrigado pela sua atenção.

IDCMEE.